Os 5 melhores mandantes do futebol brasileiro em 2018 até hoje

 

08/08/2018       Por @mfborel

 

Dois fatores são essenciais para a torcida lotar o estádio com jogos do seu clube: boa fase e a identidade dos torcedores com seu estádio. Com sua Arena inaugurada em 2012, o Palmeiras foi o clube que mais lucrou com renda de bilheteria nos últimos anos no futebol brasileiro. Corinthians também tem excelentes números com sua Arena, porém, sofre com o contrato de financiamento público que prevê que toda renda da bilheteria seja para o pagamento das dívidas da construção da Arena. Essa ocupação dos estádios da torcida ajuda o clube em sua estabilidade financeira. Flamengo é prova disso. Mesmo com benefícios mais futebolísticos - cotas de tv, patrocínios etc -,  o clube rubro negro fica com parte dessa renda de bilheteria que o ajuda nas finanças. Em 2017, havia reduzido 23% das suas dívidas comparadas ao ano anterior. É um dos clubes mais estáveis financeiramente no Brasil. Recentemente concretizou a 2ª maior transferência da história do futebol brasileiro, pagou 10 milhões de euros (cerca de R$43,6 milhões) pelo atacante Vitinho.

 

É sabido que o Flamengo está em um dos melhores anos dos últimos tempos. Era líder do Campeonato Brasileiro até a 16ª rodada, quando foi ultrapassado pelo São Paulo, onde agora está 1 ponto a sua frente. Está nas oitavas de final da Libertadores e nas quartas de final da Copa do Brasil. Com essa boa campanha, vem junto o apoio da sua torcida. O time é líder de público do Brasil em todas as competições. Em 19 partidas com o mando de campo, Flamengo atraiu em média 31.217 pagantes por jogo, e 49% da ocupação média dos estádios. Tendo uma arrecadação com bilheteria de R$ 20,4 milhões. Cada partida teve uma renda bruta de R$ 1.075.783 em média, com o ticket médio de R$ 34. 

 

Em segundo lugar, não muito distante da média de público do Flamengo, vem o Palmeiras. O clube paulista levou uma média de 30.379 pagantes por jogo em 21 jogos com o mando de campo. Ocupou em média 70% da capacidade dos estádio, sendo a maioria dos jogos em sua Arena, apenas 2 jogos no Pacaembu. Com essa boa presença do torcedor Palmeirense, o clube arrecadou incríveis R$ 42,9 milhões em bilheteria. Cada partida teve em média R$ 2.043.040 de renda bruta, com o ticket médio de R$ 67.

 

O Corinthians aparece na terceira posição do ranking, com uma média de 29.357 pagantes em 23 jogos e uma ocupação média de 63%. Como visitante, o clube paulista atraiu uma média de público de 23.543 e uma ocupação média de 57%. O Timão obteve com arrecadação de bilheteria de R$ 35,2 milhões, sendo em média R$ 1.532.007 de renda bruta por partida, com o ticket médio de R$ 52.

Com números bem próximos, o São Paulo e Cruzeiro completam o top 5 de média de público no Brasil em 2018. O São Paulo na quarta posição levou uma média de 26.048 pagantes em 20 jogos, enquanto o Cruzeiro atraiu uma média de 24.023 pagantes em 21 jogos. Ambos tiveram uma média de ocupação de 38%. O tricolor paulista faturou R$ 14.033.266 de renda bruta, com um ticket médio de R$ 26. Já o clube mineiro, obteve um faturamento um pouco maior, R$ 14.389.779 e um ticket médio de R$ 28.

 

Dados: GE